Arauco entrevista o marceneiro Elias Leão

Como parte das homenagens ao Dia do Marceneiro, a Arauco entrevistou nosso parceiro especial, o paulista Elias Leão, 58. Ele é conhecido pelo seu canal no YouTube “Faça Você Mesmo”, no qual dá dicas de marcenaria em vídeos práticos e explicativos.

Leão começou na profissão ajudando seu pai, que, após abandonar o emprego para trabalhar com marcenaria, decidiu abrir seu próprio negócio no ramo, em parceria com os irmãos. Com apenas 11 anos, o menino se encantou pela profissão e seguiu os passos do pai.

Segundo Leão, os projetos de que mais gosta são os complicados, que fogem do comum. Na entrevista, ele conta sobre o seu dia a dia como marceneiro e os prazeres da profissão, e dá conselhos para quem está começando. Confira.

Em que momento você sentiu o peso e a importância da profissão?

Em junho 1982, quando saí da marcenaria do meu pai e fui para meu próprio negócio, tive toda responsabilidade em tocar a parte produtiva. Eu tinha apenas um sócio na administração, porém, ele saiu em 83 e fiquei responsável por tudo dentro dela. Tudo dependia de mim.

Qual o sentimento que você tem quando entrega um bom trabalho e vê a satisfação dos seus clientes?

O melhor é ver o brilho nos olhos deles, principalmente os que não tinham muita condição de fazer um serviço sob medida. Como eu cobrava mais caro, alguns destes clientes achavam que não teriam condições de me contratar, porém sabiam que era um serviço de muita qualidade, eu era famoso nisso. Então eu fazia um preço melhor e fechava.  Quando entregava o móvel, via o brilho nos olhos, os sorrisos, as frases como: “Nossa, nunca pensei que ia conseguir fazer um serviço contigo, muito bom mesmo”.

Arauco entrevista o marceneiro Elias Leão

Você lembra de alguma história que marcou sua carreira de uma maneira positiva?

No final do ano de 1982, fui comprar umas ferragens na Loja das Madeiras Gasômetro e Madeiras Pacaembu, e me disseram que ouviram comentários dos carreteiros e vendedores que minha marcenaria era a mais limpa da cidade, assim como bem equipada também.

Na internet, quando eu respondia dúvidas de marcenaria pelo Orkut, ainda sem ter canal no YouTube, fiz uma entrevista para a Móbile Sob Medida, que rendeu uma reportagem com 13 minutos de minha fala e fotos, com título de “O Marceneiro do Orkut”.

Qual conselho você daria para quem tem interesse na área ou está iniciando a carreira?

Comece fazendo peças pequenas, para ver se gosta mesmo de fazer móveis, se tem um retorno financeiro e etc. Se sim, pense em abrir uma marcenaria, qual segmento quer seguir. Consulte um plano de negócios, confira os concorrentes, os preços cobrados, se tem como competir, o que vai investir, que público quer atingir, se no bairro tem este público, se vai conseguir vender e fabricar.

Para se firmar no mercado, mantenha uma marcenaria bem equipada, limpa, treine funcionários para atender bem seus clientes, fazer sempre um ótimo serviço. Nunca atrase entregas e se modernize sempre.

Resuma em poucas palavras o que significa ser marceneiro para você.

Ser marceneiro é transformar madeiras e derivados em arte, sonhos personalizados, criar facilidades para acomodar corretamente tudo que usamos.

Leia mais: Como planejar o closet ideal?

————————————————————————————————————–

A Arauco é referência em painéis em MDF de alta qualidade e resistência. A marca está presente em diversos países da América Latina. http://www.trupan.com/

4 Comentários

Comentários Facebook

4 Respostas para Arauco entrevista o marceneiro Elias Leão

  1. Muito obrigado Arauco, pela homenagem.
    Sempre bom ver o resultado de muito trabalho dedicado em ajudar a todos que me procuram.
    Muito bom ser seu parceiro também, abraço a todos que participaram desta homenagem !!!

  2. JSA MARCENARIA disse:

    OBRIGADO ARAUCO POR NOS PRESTIGIAR NESTE DIA QUE E DIA DE HOMENAGEAR A NOSSA EQUIPE DE MARCENEIRO. E SEMPRE MUITO BOM TE-LOS COMO NOSSO FORNECEDOR. JORGE

  3. Pingback: Sugira um aplicativo de marcenaria e ganhe chapas Arauco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *