Puxador: ter ou não ter? Conheça as vantagens dos móveis sem este acessório

Móveis sem puxadores têm caído no gosto de quem deseja uma decoração mais clean e minimalista. Inicialmente a ideia pode trazer dúvidas quanto ao conforto e a funcionalidade da decoração, mas existem algumas técnicas na fabricação deste tipo de mobiliário que garantem o seu perfeito funcionamento. Ou seja, tudo é uma questão de gosto e adaptação!

Além de dar um aspecto contemporâneo ao ambiente e deixar a decoração visualmente mais limpa, a ausência dos puxadores dão um ar homogêneo aos espaços.


E as vantagens não se resumem apenas à estética: a hora da limpeza também fica muito mais fácil! Enquanto os móveis com puxadores requerem mais atenção e esforço na hora de tirar a sujeira, no mobiliário que não leva estes acessórios basta limpar a superfície lisa e, assim, economizar tempo e energia.

Mas você deve se perguntar: será que a ausência de puxadores dificulta o abre-fecha destes móveis? É aí que entram alguns mecanismos que permitem que esta funcionalidade continue sem causar incômodos. Por exemplo:

Mecanismo tip-on:

Em inglês, tip significa “ponta” e tip-on dá a ideia de pressionar a ponta, ou o cantinho. Neste sistema mecânico, para abrir uma porta basta empurrá-la levemente no canto. Para fechá-la basta uma breve pressão para que ela trave novamente.

Acabamentos chanfrados:

As portas e gavetas são fabricadas com cortes na diagonal praticamente invisíveis que podem ser localizados ao lado, em cima ou embaixo do móvel e permitem colocar as mãos para fazer o movimento de abertura.

Agora que você já conhece as vantagens dos móveis sem puxadores fica mais fácil comparar e decidir qual utilizar na próxima decoração! Lembre-se: ela tem que ficar do jeito que você mais gosta.

(0) Comentários

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *